Seleção de dicas para arrasar nas vendas

vendas

A Copa do mundo chegou, e para aproveitar essa temática tão legal e empolgante preparamos uma Seleção com 11 dicas para você arrasar nas vendas.

Afinal, não é por que o Brasil está rumo ao Hexa que vamos deixar as negociações de lado, certo?

Confira nossa Seleção de Dicas para Arrasar nas Vendas:

Na defesa:

Estudo e definição do cliente ideal:

Estudar seus atuais clientes e definir qual é o seu cliente ideal é um processo importante que antecede a venda.

Entender qual o perfil do melhor cliente da sua empresa te ajuda a buscar com mais clareza esse tipo de empresa no mercado. Pensando sempre em alcançar um baixo CAC (custo de aquisição de clientes) e reter o cliente satisfeito durante o tempo de vida dele na empresa.

Planejamento da jornada de compra:

Depois de definir o seu cliente ideal é importante entender como ele compra. Quais são as etapas que o levam de uma dor, problema ou necessidade até a compra de uma solução.

Como ele busca e avalia essa solução? Quais são as interações dele com os fornecedores nesse processo? Quanto tempo esse processo dura em média? Essas são perguntas que você deve se fazer para estruturar e definir a jornada de compra dos seus clientes.

Scripts e roteiros de abordagem:

O processo de criação de scripts e roteiros de abordagem, follow-up e negociação também correspondem à defesa da sua seleção de vendas. Estruturar documentos com essas diretrizes garante que seu time terá um discurso alinhado, além de ajudá-los a dominar as conversas e contatos com os leads e potenciais clientes.

Sugerimos que você faça um brainstorming com a equipe, e um benchmarking com outras empresas do seu segmento para entender qual a melhor estrutura para esses documentos.

Derrubada de objeções:

Derrubar objeções em vendas faz parte da rotina das equipes comerciais. Porém, muitos vendedores não se preparam antecipadamente para descobrir quais são as objeções mais recorrentes e quais argumentos podem ser utilizados para acabar com essas dúvidas de uma vez por todas.

Por isso, juntamente com a criação dos roteiros, sugerimos incluir as principais objeções ouvidas pela equipe, e os melhores argumentos para derrubá-las e levar a negociação para o próximo nível.

No meio de campo:

Alinhamento entre marketing e vendas:

Um passo necessário para interligar de forma harmoniosa a defesa e o ataque! É importante que a empresa estabeleça alguns critérios de passagem de leads de marketing para vendas, e esse alinhamento deve acontecer de forma sistêmica e organizada, sempre com revisões e ajustes, de acordo com os feedbacks e resultados obtidos ao final do processo de vendas.

Processo de pré-vendas:

A pré-venda é uma etapa que têm sido adotada por grandes empresas para acelerar e otimizar os contatos comerciais. Quando você gera um grande volume de leads, em diferentes canais de aquisição, esses leads precisarão ser qualificados para depois passarem pela abordagem comercial.

O pré-vendedor realiza esse trabalho, já contactando os leads e seguindo um roteiro de pesquisa e abordagem dos mesmos.

Prática da empatia:

Uma dica importante antes de partir para o ataque: lembre-se da empatia! Entenda como o seu ouvinte gostaria de ser abordado, e defina um tom de voz e discurso que o façam se sentir aberto e à vontade com você.

No ataque:

Prospecção ativa:

Depois de se planejar com a linha de defesa, e interligar todo o time no meio de campo, chegou a hora do ataque!

Prospectar clientes através de listas, networking, eventos e indicações é uma forma efetiva de gerar leads qualificados e otimizar seu processo de vendas.

Por isso vá para cima e conquiste esses contatos.

Metas desafiadoras:

A definição de metas também é uma etapa imprescindível para um bom resultado em vendas. Nossa sugestão é que você defina metas SMART:

S = Specifc/ Específica

M = Mensurable/ Mensurável

A = Attainable/ Atingível

R = Relevant/ Relevante

T = Time based/ Temporal

Essa metodologia para definição de metas nos ajuda à efetivamente entende prioridades e criar metas atingíveis e desafiadoras.

Controle os recursos e o processo de vendas:

Utilizar ferramentas para controlar os recursos, informações e etapas do processo de vendas também pode ser a diferença entre o sucesso ou fracasso da sua equipe no final do mês.

Seja através de planilhas ou com um CRM, se você não registra nem controla seu processo comercial atualmente, pare tudo e separe tempo para implementar algum controle.

Já que estamos falando em futebol, aqui vai uma comparação: seu time comercial sem registros e sem controle do processo é equivalente aos atacantes de um time que correm pelo campo sem nenhuma jogada definida ou estruturada: fazer gol (ou fechar vendas) se torna questão de sorte!

Se você quiser montar as jogadas do seu time agora mesmo temos um material que pode te ajudar!

Baixe gratuitamente nossa Planilha de acompanhamento comercial:


Na comissão técnica:

Gestores motivadores:

Por fim, todo time precisa de um técnico. Aquele que motiva, orienta, define estratégias e está lado à lado da equipe para somar e contribuir.

Se você é um gestor comercial busque técnicas e estratégias para motivar sua equipe.

Muitas vezes a motivação não estará ligada apenas à remuneração ou comissões. Esteja próximo do seu time e pense em estratégias para mantê-los sempre motivados e com o objetivo fresco na mente!

vendas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *